Pesquisa
Filters
Fechar

Os Figurões

Raphael Bordallo Pinheiro é um dos grandes nomes, senão o maior, na tradição do desenho humorístico em Portugal e no Brasil.

Nas suas múltiplas colaborações em jornais e revistas, entre os quais O MosquitoPsit!!!A Lanterna Mágica e A Paródia, nasceram as caricaturas – várias delas imortalizadas mais tarde em faiança pelo seu criador – que redefiniram este género, agitando as consciências com uma nova irreverência e picardia.

Este legado é recuperado pela coleção Os Figurões, idealizada a partir de desenhos do cartoonista António: peças que criam um divertido equilíbrio entre sátira e admiração, manufaturadas e pintadas totalmente à mão, com base em desenhos originais de um dos maiores cartoonistas portugueses da atualidade.Criações nascidas da inteligência e do espírito de observação mordaz que caraterizam os melhores humoristas, prestando uma justa homenagem a Bordallo Pinheiro.

Filtrar por atributos

Figurão Eusébio

Nas asas de uma pantera Portugal voou mais alto.

Esse feito raro começou com os pés no chão e sobrevoou relvados e adversários em direção a muitas conquistas.

Como que por magia, a bola corria para o Figurão Eusébio quase tanto como ele corria para a bola.

Figurão Francisco

Bonacheirão e de chalaça pronta, o Figurão Francisco tomou o nome dos pobres e dos justos.

Ponta de lança de uma nova mensagem, também tem de jogar à defesa das suas posições.

Há muita gente que não gosta de coisas novas.

Figurão Merkel

Trajando um austero vestido de padrão europeu, este Figurão segura com firmeza uma imperial águia, pronta para sobrevoar os interesses da União.

De postura preocupada, olhos perscrutantes, o Figurão Merkel parece conhecer algo que todos nós gostaríamos de saber.

Figurão Obama

Tudo vê, e sobretudo, tudo ouve, o Figurão Obama.

Dele dizem que manda no mundo, mas há quem discorde e diga que o mundo manda nele.

Cauteloso e sorridente, espalha o seu charme por entre cimeiras, congressos e excursões aos jardins da sua grande casa branca.

Figurão Soares

Estas bochechas conheceram muitas primaveras.

Por elas passaram revoluções, golpes, governos, momentos maus, momentos bons e momentos... Bom...

Sempre lembrará Abril, e só por isso merece a nossa homenagem, o Figurão Soares.